Óleo Essencial Lavanda Barreme

  • Nome Científico Lavandula angustifolia
  • Cor e Cheiro amarelo claro/floral canforado
    A partir de
  • R$40,67


Opções Disponíveis

  • R$ 36,60 c/10% de desconto p/ pedidos acima de R$ 500,00
  • R$ 34,57 c/15% de desconto p/ pedidos acima de R$ 1.500,00
  • R$ 32,54 c/20% de desconto p/ pedidos acima de R$ 3.000,00

*O desconto é aplicado automaticamente no total de produtos no carrinho de compras, quando atingido o valor da faixa de desconto indicado.

As lavandas (populamente conhecidas como alfazemas) são plantas do gênero Lavandula, filo Magnoliophyta, da família Lamiaceae. São pequenos arbustos, perenes, incluindo também as anuais e os subarbustos. O nome é mais frequentemente usado para as espécies do gênero que crescem como ervas e para ornamentação. Destas as mais comuns são a lavanda inglesa e a Lavandula angustifolia (L. officinalis).

As espécies ornamentais geralmente são as L. stoechas, L. dentata, e a L. multifida. As lavandas crescem em jardins. Suas flores são usadas para arranjos florais secos. As flores púrpuras e os brotos, de fragrância suave, são utilizados em potpourris. Secados e embalados em pequenos saquinhos de tecido de algodão são utilizados para serem colocados entre as roupas do armário para dar-lhes uma fragrância fresca e agradadável, e também para impedir a presença de insetos e parasitas.

O cultivo comercial da planta é para a extração de óleos das flores, caules e plantas, que são utilizados como anti-sépticos, em aromaterapia e na indústria de cosméticos. Como produto terapêutico, em infusão, deve ser evitado o uso contínuo, podendo produzir excitação em dose tóxica. O óleo essencial da lavanda (do latim "lavare", "lavar") já era utilizado pelos romanos para lavar roupa, tomar banho, aromatizar ambientes e como produto curativo (indicado para insônia, calmante, relaxante, dores, etc.).

O óleo é obtido da destilação das flores, caules e folhas da espécie Lavandula officinalis.
Entre várias substâncias, o óleo apresenta na sua composição o linalol e o acetato de linalila, que conferem a sua fragrância e, ainda, resina, saponina, taninos cumarinas. As flores de lavanda produzem um néctar abundante que rende um mel de alta qualidade produzida pelas abelhas. O mel da variedade lavanda foi produzida inicialmente nos paises que cercam o Mediterrâneo, e introduzido no mercado mundial como um produto de qualidade superior. As flores da lavanda podem ser utilizadas como decoração de bolos. A lavanda também é usado como erva isoladamente ou como ingrediente da Erva da Provence (França). Lavandas nativas são encontradas nas Ilhas Canárias, norte e oeste da África, sul da Europa e no Mediterrâneo, Arábia e Índia. Um óleo que atua acalmando a agitação, útil em problemas de insônia e histerismo.

Empregado em queimaduras, stress, insolação, como citofilático e regenerador celular e para dar a sensação de liberdade. Calmante e paz.

INDICAÇÕES DE USO:

Uso Tópico -  na forma de cremes / pomadas / compressas ou emplastros / massagens / banhos de imersão / banhos de assento / escalda-pés ou pedilúvio / bochechos e gargarejos / shampoos e condicionadores:

  • Queimaduras
  • AcnE
  • Alergias
  • pele oleosa (equilibra a oleosidade)
  • inflamações
  • contusões  
  • torsões
  • dores reumáticas
  • dores musculares   
  • regeneração da pele/desenvolvimento de novas célula  
  • promover cicatrização  
  • corrimento vaginal/leucorréia 
  • eczema
  • pressão alta/hipertensão 
  • retenção de placenta (massagem na região lombar)
  • Psoríase   
  • abscessos   
  • furúnculos  
  • Alopécia (queda de cabelo)


Inalação/Sauna:

  • asma   
  • gripe   
  • tosse   
  • sinusite  
  • bronquite   
  • catarro   
  • inflamação   
  • vômitos   
  • laringite   
  • infecção de garganta   
  • tuberculose


Aromaterapia - aromatização ambiental ou pessoal
  • estresse/cansaço/nervosismo   
  • insônia   
  • sono leve   
  • instabilidade emocional / oscilações de humor   
  • depressão   
  • libertação interior   
  • indecisão   
  • dor de cabeça   
  • auto-aceitação   
  • acalma   
  • equilibra   
  • TPM   
  • náuseas/enjôos   
  • pressão alta/hipertensão   
  • evitar mofo (sachês)   
  • epilepsia (formas mais brandas)   
  • dismenorréia (ausência de menstruação)
  • eliminar a raiva


FORMAS UTILIZAÇÃO :

  • Inalações: 6 a 15 gotas em difusor 3 vezes ao dia;
  • Uso tópico local: puro ou diluído a partir de 3%
  • Uso em massagens: 2 a 3%


Toxidade e recomendações:

Normalmente um óleo essencial bem seguro. No caso da lavanda spike, estoeca e do lavandim, seria bom evitar em epilépticos devido ao teor em cânfora do óleo.

DL50:

  • Oral: Lavanda spike e estoeca: entre 2-5g/kg (Tisserand, 1995).
  • Lavandim, lavanda comum e fina: acima de 5g/kg (Tis., 1995).
Nome Científico Lavandula angustifolia
Cor e Cheiro amarelo claro/floral canforado

Posologia dos produtos e informações legais

1 As informações aqui fornecidas refletem o conhecimento atual sobre os produtos fornecidos pela empresa. Todavia, não assumimos nenhuma responsabilidade por sua utilização por parte dos usuários de produtos químicos.

2 Os produtos especificados no site apresentam suas características e propriedades conforme especificações técnicas e padrão de qualidade previamente estipulado. Certificado relativo ao produto após sua fabricação, devidamente identificado e lacrado, e não exime de responsabilidade do usuário em realizar sua própria análise a fim de verificar se as características do produto atendem a aplicação pretendida. As informações aqui contidas são fornecidas de boa-fé. Recomendamos que nossos produtos sejam testados para verificar a conveniência de seu uso antes de adotá-los. Estas informações não devem ser entendidas como permissão para utilização de métodos ou composição cobertas por qualquer patente.

3 Nunca utilize/ingira o produto sem orientação de um profissional habilitado.

4 Nenhum produto deve ser utilizado por mulheres grávidas, bem como durante o período de amamentação sem orientação médica.

5 Todos os produtos oferecidos não devem ser utilizados por menores de 18 anos sem orientação de um profissional habilitado.

6 Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.

7 Manter fora do alcance das crianças.

8 Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, os produtos conservam-se próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.

9 Não use produtos com o prazo de validade vencido.

10 Imagens meramente ilustrativas.

 Escreva uma avaliação

Você visualizou